A Fisioterapia Respiratória, também conhecida por Cinesioterapia Respiratória, consiste num conjunto de técnicas terapêuticas manuais que visam a recuperação da função respiratória, promovendo a melhoria da ventilação e das trocas gasosas, e facilitando a drenagem de secreções.

Em que situações está indicada?

Bebés e crianças




- Infeções respiratórias das vias aéreas superiores e inferiores;

- Bronquiolite;

- Asma brônquica;

- Derrame pleural;

- Paralisia cerebral e outras doenças neuromusculares.

Nos bebés e crianças, é frequente que os resultados das sessões de Fisioterapia sejam visíveis logo nas primeiras sessões, contribuindo para que recuperem rapidamente o bem-estar geral, a vitalidade, o apetite e o sono.   


Adultos e idosos




Patologias respiratórias restritivas, tais como, fibrose pulmonar, sarcoidose, escoliose, doenças neuromusculares (por ex. Distrofia muscular, esclerose lateral amiotrófica, ect.), obesidade;

- Doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC) – enfisema pulmonar ou bronquite;

- Pneumonia;

- Asma brônquica.

Tem como objetivos principais:

Eliminar secreções em excesso nas vias respiratórias;

Contribuir para a redução de alguma sintomatologia associada à compressão brônquica, por exemplo a sibilância e a tosse, que são as mais comuns;

Reduzir a obstrução e o trabalho respiratório;

Reduzir a dispneia;

Melhorar as trocas gasosas ao nível alveolar;

Aumentar a tolerância ao esforço e capacidade aeróbia.